17 coisas para fazer em Lisboa

Lisboa é uma linda porta de entrada pra Europa, principalmente para aqueles mais cismados e que vão fazer uma primeira viagem para o velho continente. Tida como uma das capitais mais em alta no momento, a cidade une comida bacana, vibe legal, segurança, boas atrações e preço mais em conta do que capitais como Londres ou Paris. Vai aqui uma lista de 17 coisas para fazer na capital lusitana, pra você se animar a conhecer Lisboa ou, em caso de viagem marcada, colocar no seu roteiro.

 

1.Comer um pastel de Belém na Antiga Confeitaria

Fique bem claro: só pode ser chamado de Pastel de Belém aquele feito na Antiga Confeitaria de Belém. De lá é a receita original e a patente do nome. Todos os demais são pastéis de nata. Embora os sabores sejam super parecidos, vale a pena provar o original, porque ele é DELICIOSO. É impossível comer um só. Tem post detalhado aqui no blog sobre o Pastel de Belém, leia AQUI.

 

2.Ver Lisboa do alto do Arco da Augusta

Rio Tejo, ao fundo

Rio Tejo, ao fundo

Lisboa possui vários mirantes, lá chamados miradouros. Alguns pagos, outros naturais, favorecidos pela geografia dos sete montes que formam a cidade. Este aqui é pago, mas é baratinho: 2,50 euros (gratuito para quem tem Lisboa Card). A vista se abre para a Praça do Comércio de um lado e para a Rua Augusta do outro; para as ladeiras da Alfama à esquerda, com a Sé de Lisboa e o Castelo de São Jorge, e para a Golden Gate de Lisboa e o Cristo à direita. Se puder ir quando o sol estiver se pondo, fica bacana. Contamos mais sobre o Arco da Augusta NESTE POST.

3.Ir ao Lisboa Story Centre

Lisboa Story Centre

O Lisboa Story Centre é aquele museu que nem parece bacana à primeira vista, mas é um dos mais legais da cidade. Interativo, conta a história de Lisboa e faz você olhar a cidade com outros olhos. Falamos mais sobre ele AQUI.

4.Tirar uma foto na estátua do Fernando Pessoa

Como assim "tudo vale a pena quando a alma não é pequena?"

Como assim “tudo vale a pena quando a alma não é pequena?”

É aquela foto de turista que você vai querer levar pra casa! A estátua do poeta português fica em frente ao café “A Brasileira”, perto do metrô Chiado.

 

5.Dar um pulo na livraria Bertrand

Livraria Bertrand

Livraria Bertrand

A Betrand é a maior e mais antiga rede de livrarias de Portugal. Ela está no Guiness como a mais antiga livraria em atividade. Os livros lá são meio carinhos, então não levei nada, mas a visita é válida. Vai que você encontra alguma coisa. Fica ali no Chiado, pertinho da estátua do Fernando Pessoa.

 

6.Subir as ladeiras da Alfama

A caminho do Castelo de São Jorge, pelas ladeiras grafitadas da Alfama

A caminho do Castelo de São Jorge, pelas ladeiras grafitadas da Alfama

A Alfama é um dos bairros mais típicos de Lisboa. Se você for visitar o Castelo de São Jorge, em vez de pegar transporte público, experimente subir pela Alfama, se perdendo pelas ruazinhas íngremes.

 

7.Ouvir fado na Adega do Machado

Adega do Machado e o lugar em que os intérpretes apresentam o fado aos ouvintes. Onde ouvir fado em lisboa

Adega do Machado e o lugar em que os intérpretes apresentam o fado aos ouvintes

O fado é patrimônio imaterial da humanidade e um bom lugar para ouvir esse estilo de lamentação tipicamente português é a Adega do Machado. Falamos mais sobre isso NESTE POST.

 

8.Beber no bairro Alto

Restaurante indiano Calcutá, no Bairro Alto

Restaurante indiano Calcutá, no Bairro Alto

O bairro alto é uma instituição boêmia de Lisboa. É um aglomerado de ruas com bares, restaurantes, karaokês, gente bebendo na rua até altas horas e afins. Lá, procurando bem, você acha cerveja barata. Se não quiser muvuca, fuja, ou vá lá pelos restaurantes. Se estiver procurando, aqui está o lugar. O Bairro Alto acende conforme as horas caminham rumo à madrugada. Antes disso, dá pra curtir mais tranquilo.

 

9.Andar no Elétrico 28

Elétrico 28

Elétrico 28

O bondinho elétrico 28 se tornou um ponto turístico de Lisboa, e um dos mais famosos. Ele faz um trajeto que sobe e desce ladeiras, passando por diversos pontos turísticos da cidade. Antigo e estiloso, o passeio nele é divertido e imperdível.

10.tirar uma foto na Torre de Belém

Torre de Belém

Torre de Belém

O bairro de Belém tá um pouquinho mais afastado do centro de Lisboa, mas vale a vista, entre outros, por guardar um dos maiores cartões postais de Portugual: a Torre de Belém. Mesmo que você não queira pagar pra visitar o monumento, só ir lá já vale muito a pena, embora eu recomende a você fazer a visita também!

 

11.Visitar o Mosteiro dos Jerônimos

Detalhe da arquitetura do Mosteiro dos Jeronimos

Um dos mais belos monumentos de Lisboa, o Mosteiro dos Jerônimos guarda uma visita tranquila e que rende lindas fotos. Fica perto da Antiga Confeitaria de Belém, e o trio – Mosteiro dos Jerônimos – Pasteis de Belém – Torre de Belém rende uma manhã ou tarde de passeios super bacana. Temos post sobre o Mosteiro aqui no blog, leia AQUI.

 

12.Fotografar o grafite atrás do Mercado da Ribeira

Grafite mercado da Ribeira

Este grafite lindo fica nas proximidades do Mercado da Ribeira.  Guarda uma bela frase de José Saramago, no canto superior esquerdo: Se tens um coração de ferro, bom proveito. O meu, fizeram-no de carne, e sangra todo dia”.

 

13.Comer um bacalhau no Tábula Bistrô Português

Rodízio de bacalhau

Rodízio de bacalhau

Se estiver em grupo, a pedida é o rodízio de bacalhau, em que você provará o prato em quatro preparos diferentes. A gente fala mais sobre o Tábula NESTE POST.

 

14.Tomar uma Sagres

Sagres

Sagres

É uma das cervejas portuguesas mais padrões. Aqui no Brasil, eu vi sendo vendida em mercado em Florianópolis. Em São Paulo, não é tão comum. Independente disso, bem, em Lisboa, faça como os lisboetas. Experimente a Sagres, é bem gostosa.

 

15.Comer numa Tasca portuguesa

Prato do dia na Tasca d'Lyon: sopa + principal + cafezinho por 5 euros

Prato do dia na Tasca d’Lyon: sopa + principal + cafezinho por 5 euros

Tasca é um boteco que serve comida, se a gente quiser colocar de modo bem simples. São super comuns em Portugal, aquele restaurantes mais simples e que fazem comida simples e sem muita frescura. Muitos ganharam status e até há livros que falam sobre as melhores tascas portuguesas. Entre as renomadas, encontra-se a Tasca do Chico (R. do Diário de Notícias 39), que vive cheia e eu ainda não consegui visitar. Para uma tasca simples, na qual você pode bater um almoço, recomendo a Tasca d’Lyon, na Baixa (R. dos Sapateiros 111-113). Tem pratos do dia baratinhos, com sopa e café incluídos, e alguns outros itens interessantes de cardápio. A entrada de camarões é sensacional, peça!

 

17.Conhecer o Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa

Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa - Lisboa

Surreal!

Uma loja de sardinhas bem diferente que vale a pena visitar e conhecer. As embalagens são rotuladas com um ano e um acontecimento marcante daquele ano, bem como uma celebridade que nasceu ali. Temos um post falando dessa loja curiosa. Leia AQUI.

 

18.Visitar um mercado

mercado em lisboa

Sim, recomendo fortemente visitar um mercado em Lisboa! Café com leite lá é “galão”. Quando é semi desnatado, o leite é “meio gordo”. Biscoito, que nós paulistanos chamamos de “bolacha”, tem o assino embaixo do português de Portugal: lá é tudo bolacha mesmo. Só pra ver as diferenças da nossa língua já vale a pena. Mas vale também pra passar e pegar uma Sagres pra tomar no seu hostel/hotel. Ou mesmo um vinho. Português, é claro.

Sou servidor público, paulistano e fã de Beatles. Viajar me dá motivos para escrever e escrever me dá desculpas para viajar. Tenho um calendário em casa e um na mesa do trabalho, no qual planejo feriados, férias e viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *