Comer e Beber em Budapeste: Cat Café Budapest

Os CAT Cafés são um fenômeno presente em grande quantidade, especialmente, no Japão. O conceito do estabelecimento é de um café comum que possui gatos com os quais os frequentadores, dentro de determinados limites, podem interagir. O primeiro café com gatinhos de que se tem notícia surgiu em 1998 em Taipei, no Taiwan. Mas o negócio ganhou força mesmo no Japão, que conta com vários estabelecimentos do tipo. Um provável motivo para tal sucesso em terras nipônicas é que lá os moradores normalmente são proibidos de ter animais de estimação em apartamentos. Assim, nada melhor do que interagir com os bichinhos em um café, certo?

Cat Café Budapeste

O conceito foi exportado para outros lugares do mundo e eis que, no Leste Europeu, mais precisamente em Budapeste, cidade já famosa pelos seus cafés, foi possível visitar um estabelecimento onde os gatos são reis e você um mero humano acessório. 😛 Falamos aqui do Cat Café Budapest.

Cat Café Budapeste
The purrrrrrfect place

Logo ao receber o cliente, a funcionária já explica as regrinhas básicas: não pegue os gatos no colo, por exemplo. Os bichinhos ficam super à vontade pelos diversos ambientes do café, que é construído com vários detalhes em função deles.

Cat Café Budapeste

O astral do lugar é divertidíssimo. Tudo, desde os quadros e decoração até o cardápio, baseia-se na temática felina, como não poderia deixar de ser. Os gatos ficam super à vontade, às vezes à vontade até demais: um deles surrupiou um cappuccino nosso na maior cara de pau, tava bebendo que nem leite na tigela. 😛

Cat Café Budapeste

A experiência é sensacional!

O ponto para o qual vale a pena chamar atenção no cardápio é que dentre as opções de bebes eles servem a Pálinka, uma bebida destilada típica húngara (é forte, teor alcoolico de 45%). Há ainda outros coquetéis, a base de rum, vodca, tequila… bem eclético o café.

Cat Café Budapeste

Vamos aos preços, para dar uma ideia: um espresso custa 550 florins húngaros; um cappuccino, 790 florins. Refrigerantes a 450 florins e Heineken 0,5 litro a 790. O shot de Pálinka custa 1.090 florins. Jogando meio alto, pra dar uma base, digamos que mil florins são o equivalente a 14/15 reais.

Estando em Budapeste, não deixe de visitar o Cat Café! Mesmo se um felino roubar um pouco do seu cappuccino, valerá a pena!


Todos os caminhos levam a:

CAT CAFÉ BUDAPEST

Onde: Révay utca, 3, Budapeste

Quando: todos os dias das 10 às 21 hs.

Site: http://catcafebudapest.hu/


Sou servidor público, paulistano e fã de Beatles. Viajar me dá motivos para escrever e escrever me dá desculpas para viajar. Tenho um calendário em casa e um na mesa do trabalho, no qual planejo feriados, férias e viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *