Conheça o Castelo de São Jorge, em Lisboa

O Castelo de São Jorge, despontando no alto de Lisboa com suas muralhas mouras, é a atração turística mais visitada de Lisboa e de Portugal, e conta com um bocado de história.

A caminho do Castelo de São Jorge, pelas ladeiras grafitadas da Alfama

A caminho do Castelo de São Jorge, pelas ladeiras grafitadas da Alfama

Há registros de ocupação humana na região desde o século VII a.C. Vários povos passaram por ali: fenícios, gregos, cartaginenses, visigodos. Estes últimos se estabeleceram por ali no século V e cairiam sob domínio muçulmano no século VIII. Assim, o Castelo integra a zona nobre da antiga cidadela medieval e foi construído pelos muçulmanos em meados do século XI. A fortificação era o último refúgio de defesa para a nobreza que ali vivia, ainda mais porque ficava bem no topo da cidade.

Panorama de Lisboa com o Castelo no topo e as muralhas da cidade, na crônica de D.Afonso Henriques, de Duarte Galvão (1505). Fonte: wikipedia

Panorama de Lisboa com o Castelo no topo e as muralhas da cidade, na crônica de D.Afonso Henriques, de Duarte Galvão (1505). Fonte: wikipedia

Um século mais tarde, entretanto, o castelo caiu sob as forças de D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, que lutava com auxílio dos cruzados, passando ao domínio cristão. Os antigos edifícios islâmicos foram adaptados e ampliados para acolher o Rei e a Corte. No século XVI, com a integração de Portugal à coroa espanhola, o castelo adquire um caráter mais militar, situação que perdurará até início do século XX.

Com grandes obras de restauro entre 1938 e 1940, são descobertos vestígios antigos que haviam sido soterrados pelo grande terremoto de Lisboa em 1755. Hoje, o Castelo é um dos monumentos mais importantes de Lisboa e de Portugal.

Castelo de São Jorge de Lisboa

Somente a passagem de tantos povos diferentes na região já dá uma ideia do peso histórico do lugar e da mistura de influências na sua construção.

Castelo de São Jorge

Passear com calma sobre suas muralhas é uma experiência muito bacana. Além disso, dos pátios do Castelo e das muralhas você terá uma vista sensacional de Lisboa, sem dúvida um dos pontos altos da visita.

 

Pontos da visita:

Castelo e Pátios

Nada como uma piadinha

Nada como uma piadinha

Não por acaso, o castelo em si fica no ponto mais alto e de mais difícil acesso da colina. Lembre-se que era uma fortificação para se defender de possíveis ataques, então jamais será dada qualquer moleza aos invasores. O complexo do castelo é formado de diversas torres, pátios e muralhas.

Exposição Permanente

Conjunto de objetos encontrados no sítio arqueológico e que ajudam a contar a história da região, navegando pelas culturas dos diversos povos que ali habitaram.

Sítio Arqueológico

Visualmente, não é nada impressionante, mas historicamente tem importância imensurável. Os vestígios ali encontrados testemunham aquela ocupação humana super recente da qual eu falei, no século VII a.C.

Camera Obscura

Sistema ótico de lentes e espelhos que permite observar Lisboa em 360º, em tempo real. Funciona das 10 às 17:30 hs, com a última admissão 30 minutos antes do encerramento e com funcionamento sujeito a condições meteorológicas.

Miradouro

Vista Castelo de São Jorge

Em Portugal é mirante e não miradouro, ok? O Miradouro fica no pátio de entrada e é onde você vai ter aquela baita vista de Lisboa. Há aquelas lunetas em que você coloca uma moedinha pra ampliar a visão, mas eu me contentei com a linda vista que meus olhos alcançavam.

E como eu disse: sem moleza para os invasores

E como eu disse: sem moleza para os invasores

O Castelo de São Jorge ainda conta com um café e com um restaurante.


Todos os caminhos levam a:

CASTELO DE SÃO JORGE

Onde: R. de Santa Cruz do Castelo, 1100-129 Lisboa, Portugal

Quando e quanto: horários e preços atualizados aqui.

Site oficial: http://castelodesaojorge.pt/pt/

Sou servidor público, paulistano e fã de Beatles. Viajar me dá motivos para escrever e escrever me dá desculpas para viajar. Tenho um calendário em casa e um na mesa do trabalho, no qual planejo feriados, férias e viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *