Conhecendo o Real Alcázar e o estilo Mudéjar andaluz

 

Se você vai visitar Sevilha, então não deixe de conhecer o Real Alcázar (ou Reales Alcázares), que é o conjunto de palácios reais que datam de 713 d.C. A riqueza e mistura de elementos arquitetônicos sugere uma verdadeira viagem no tempo, onde elementos cristãos renascentistas e influências islâmicas deram origem a um novo estilo artístico, o mudéjar. Mas antes de entrarmos nestes detalhes, vamos começar nossa visita…

A visita ao Real Alcázar se inicia pela “Porta de Leão“, situada ao lado de um recuo da “Plaza del triunfo“, bem ao lado do Arquivo Geral das índias e de frente para a magnânima Catedral de Sevilha. Não há erro, no frontispício da passagem da Porta há um leão desenhado em azulejos. Na seqüência, numa ante-sala você compra os ingressos (9,5 euros), sendo possível fazer a compra antecipada pela internet, onde existem algumas possibilidades de desconto conforme a idade (confira AQUI).

Na visita, a entrada geral comum custa 9,5 euros, sendo que para visitar o Quarto Real você precisa pagar mais 4,5 euros. Acabei fazendo a visita geral. Caso tenha interesse, existe ainda a visita noturna teatralizada, que também não fiz, mas despertou a minha curiosidade. Se você tiver esta experiência, conte-nos aqui no blog =)

A primeira parada que nos chama atenção é o Pátio de Gesso, antigo Palácio Islâmico. A beleza de detalhes minúsculos e a sobreposição de influências é facilmente perceptível.

Real Alcázar

Pátio de Gesso.

Em apertada síntese, podemos entender o estilo mudéjar da seguinte forma: a expansão árabe sobre a península ibérica provocou a resposta católica através das Cruzadas.  Após a expulsão dos muçulmanos, temos o que chamamos de Reconquista. Os muçulmanos que ainda permaneceram neste território aos poucos foram incorporando elementos cristão aos elementos arquitetônicos antes puramente árabe-muçulmanos. Com isso, desenvolveu-se um estilo novo andaluz que são os mudéjar, mistura de arte cristã e islâmica. Isso já é uma informação introdutória bastante importante para entender toda a complexidade dos vários recintos do Real Alcázar.

Real Alcázar

Arte mudéjar e os elementos geométricos.

À frente, temos o Pátio das Donzelas – Pátio principal, onde uma planta retangular se eleva através de delicados arcos, apoiados em colunas de mármore e subdivididos em arcos menores, circundantes a um espelho de água. O lugar é lindo e proporciona as fotos mais incríveis. Porém, confesso que este ainda não é o meu lugar preferido de toda a visita.

Real Alcázar

Pátio das Donzelas

Adiante, temos muitas salas e recintos destinados a exposição de objetos árabes da época, sendo possível se deter neles em longos momentos de apreciação e deslumbramento. Destes, vale a pena visitar a Casa de banho Dona Maria de Padilla.

Sigo em frente pelos famosos jardins do real Alcázar, dignos que são de vários cliques e momentos de tranqüilidade.

Real Alcázar

Jardins do Real Alcázar

Os jardins do Real Alcázar são enormes e se instalam como um oásis no meio da quente e labiríntica cidade de Sevilha. No geral, para proporcionar frescor e sombra, trata-se de um jardim rico em plantas, onde se sobressaem as palmeiras e laranjeiras, dispostos em terraços e com diferentes corredores e fontes espalhadas. Destaque para o Jardim dos Poetas abaixo.

Real Alcázar

Jardim dos Poetas

Nos jardins do Real Alcázar, conforme a programação (clique AQUI), são feitos concertos noturnos que são chamados Noches en los jardines del Real Alcázar, com música antiga, clássica, flamenco e outros estilos. Tudo ao custo de 7 euros por entrada. No site está tudo muito bem explicado. Pena que quando eu fui não era temporada. Bom, tenho agora um bom motivo para voltar a Sevilha, rs.

Real Alcázar

Pavilhão de Carlos V. Ao lado acontecem os concertos das noites nos jardins.

Limitando os jardins por uma das extremidades, temos uma incrível e antiga muralha do período árabe, que deram origem às Galerias Grotesco, desenhadas por Vermondo Resta, que fez uma série de trabalhos (estilo grutesco) com pinturas renascentistas ao longo das paredes do enorme corredor da muralha. Sim, este é o meu lugar preferido de todo o passeio pelo Real Alcázar de Sevilha. A mistura de arte e natureza, espelhados e unidos pela Fonte de Mercúrio são muito originais e dignos de destaque.

Real Alcázar

Real Alcázar

Galerias Grotesco

Real Alcázar

Galerias Grotesco e a fonte de Mercúrio

E, por fim, já se dirigindo para a saída, temos o Pátio das Bandeiras, rodeado de laranjeiras, onde você tem um enquadramento perfeito com o campanário e a Giralda da Catedral de Sevilha.

Real Alcázar

Pátio das Bandeiras

Todos os caminhos levam a:

Real Alcázar

Onde: Patio de Banderas – Sevilha

Quando: 9h30 às 17h00

Quanto: 9,5 euros a visita geral. Se for visitar o Quarto Real, são mais 4,5 euros. Os concertos noturnos atualmente custa 7 euros.

Um mineiro que gosta de histórias, e acha que escrever e ler é o melhor passatempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *