Dormindo no aeroporto Heathrow, em Londres

Algum de vocês já dormiu em aeroporto?

Se algum de vocês já DORMIU em aeroporto, parabéns! Fico admirado. Confesso que tentei, mas dizer que eu efetivamente dormi seria uma mentira. É mais acertado dizer que eu passei a noite no aeroporto. Em claro.

Minha experiência foi no Heathrow, em Londres.

Alguns motivos podem levar um indivíduo a pernoitar em aeroporto, mas os principais que me vêm à mente são: (1) você precisa pegar o voo muito cedo ou (2) seu voo chegou muito tarde. O que me levou ao aeroporto em uma noite de primavera europeia foi a primeira opção.

Tínhamos, minha amiga e eu, um voo bem cedo para Munique, cidade onde encontraríamos outros amigos nossos que estavam vindo dos Estados Unidos. Teríamos que acordar às 3 da manhã a fim de ir para o aeroporto, então optamos por dormir no próprio Heathrow.

Não foi a pior noite da minha vida, mas eu já tive muito melhores.

Tentando dormir no vazio aeroporto Heathrow, em Londres

Aeroporto Heathrow vazio

Na área em que estávamos, as cadeiras eram de plástico. Aquilo de fazer umas três ou quatro cadeira seguidas de cama extendida não funcionava. A única opção era dormir desconfortavelmente sentado. Ainda, só seria possível despachar as malas de manhã, então tínhamos que nos preocupar com a nossa bagagem. Tentei, mas não consegui pregar o olho.

No outro dia, pegamos o voo, mortos. Em Munique, ainda conseguimos aproveitar o dia.

Compensou? Jamais.

Não adianta pegar um voo cedo para tentar aproveitar o dia ao máximo, simplesmente porque você dormirá mal na noite anterior e terá grandes chances de não aproveitar o dia ao máximo. E ainda que você aproveite, é cansativo demais. Uma viagem não precisa ser assim.

voos-aeroporto-guarulhos

Essa história de aproveitamento 120% é bobagem. Até porque a pilha vai acabando e no fim da viagem você já não aguenta mais. Viagem não é maratona e o sono é necessário, por mais que às vezes a gente pense que não.

Acaba sendo muito melhor chegar um pouco mais tarde em qualquer lugar tendo dormido bem no dia anterior. Um restinho de tarde e uma noite, quando você está descansado, valem muito mais do que um dia inteiro se arrastando.

Assim, espero não passar outra noite em aeroporto. Não digo que nunca mais passarei, afinal, nunca se sabe. Mas no que depender do meu planejamento, a minha escolha para pernoite certamente não recairá sobre um lugar com cadeiras em vez de camas.

Sou servidor público, paulistano e fã de Beatles. Viajar me dá motivos para escrever e escrever me dá desculpas para viajar. Tenho um calendário em casa e um na mesa do trabalho, no qual planejo feriados, férias e viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *