Em Bali, experimente o Kopi Luwak – o melhor café do mundo

Ao final de um dia de andanças, mas ainda afoitos por novidades, fomos levados por Putu (nosso motorista particular) ao Bali Pulina, uma fazenda produtora do Kopi Luwak. O kopi (café) Luwak é um café especial produzido a partir dos grãos eliminados nas fezes da civeta. Entendam: A civeta, um animal típico da região, seleciona os grãos que, após passar pelo sistema digestivo, elimina as sementes do grão de café. Porém, durante este processo, a semente, sofrendo a ação de enzimas, adquire um sabor “peculiar”. Daí surge aquele que é considerado o melhor e mais caro café do mundo. Para se ter uma ideia, uma xícara na Europa chega a custar 50 euros.

Kopi Luwak em Bali Pulina

Mas, voltemos ao passeio pela Bali Pulina, que foi uma ótima experiência. Logo na entrada, fomos recepcionados por um guia, falando aquele inglês puxando o Rrrrr. O rapaz era super educado e se chamava Ari, tal como este que vos fala, nome que é bastante comum na Indonésia. Após mostrar a Civeta (o bichinho é bem arisco, mas estava dormindo), passamos pelos processos de seleção e torrefação, que são feitos de forma artesanal. Tudo é bem turístico, e a estrutura é excelente. Ao final desta parte didática, fomos conduzidos a um salão aberto para degustação de vários tipos de cafés e, claro, o próprio luwak.

Kopi Luwak em Bali Pulina

Kopi Luwak em Bali Pulina

Ficamos encantados com o atendimento que, diga-se, é sempre muito cortês e simpático por toda a ilha de Bali. Na fazenda de Bali Pulina, se você opta por comprar uma xícara do Café luwak, tanto a entrada passa a ser uma cortesia como também uma degustação de vários outros tipos de cafés e chás, tal como a fotografia abaixo.

Kopi Luwak em Bali Pulina

É realmente uma cortesia e tanto, ainda mais considerando que o custo da xícara do Kopi Luwak saiu pelo equivalente a 25 reais. Isto quer dizer que a degustação de 7 tipos de cafés e 2 tipos de chás saiu por 25 reais! Pedimos também uma outra iguaria da casa – bananas assadas e servidas sobre folhas de bananeira e acompanhadas de mel. Vejam:

Kopi Luwak em Bali Pulina

Mesmo sendo mineiro e um apreciador de cafés, confesso que minha experiência é bastante limitada. Assim, o que achei do Kopi Luwak? Bom, de fato é um café menos amargo, de menor acidez, e por isso mesmo, mais fácil de tomar sem qualquer tipo de açúcar. É uma daquelas coisas que a gente experimenta para conhecer, ainda mais de você estiver no local onde é produzido.

Kopi Luwak em Bali Pulina

Conhecer Bali Pulina e fazer a degustação dos cafés foi um ótimo passeio. A fazenda fica bem próximo dos terraços de arroz de Tegalalang, de forma que na própria colina da fazenda é possível avistar alguns terraços de arroz. A vista e a tranquilidade fazem do lugar uma ótima opção para conhecer mais deste café ‘diferente’ e bastante apreciado em outros lugares do mundo.

Kopi Luwak em Bali Pulina

Já na saída, há uma lojinha com os cafés luwak empacotados para viagem. O preço? Bom, uma minúscula caixinha de 100g custa 480.000 rúpias indonésias, algo equivalente a 115 reais.

Kopi Luwak em Bali Pulina

 

Todos os caminhos levam a:

Bali Pulina

Onde: Sebatu, Tegallalang, Gianyar, Bali – cerca de 30 minutos de Ubud. 

Quando: todos os dias da semana, das 8h às 19h.

Quanto: A entrada e degustação são cortesia, desde que você compre uma xícara do kopi luwak, ao custo equivalente a 25 reais.

Um mineiro que gosta de histórias, e acha que escrever e ler é o melhor passatempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *