O estupendo Balé Folclórico do México

Antes de embarcar para a Cidade do México, eu tinha ouvido falar do Balé Folclórico do México, um espetáculo de dança apresentado no Palácio de Bellas Artes. Fiz a reserva pelo site e fui à apresentação. Apesar dos contratempos daquele dia (uma chuva torrencial caiu), ter ido a essa apresentação valeu muito a pena! Confirmo as avaliações positivas que eu havia lido anteriormente no tripadvisor, e indico sem ressalvas para o visitante à Capital Mexicana.

Cúpula do Palácio de Bellas Artes, colorida e com referências aos povos astecas (o sol) e ao relevo (Vulcão) do México

Idealizado por Amália Hernández em 1952, o Balé Folclórico possui várias coreografias que contam um pouco da história do México, partindo das origens astecas à Revolução Mexicana, com direito a Mariachis, romantismo, heroísmo, comédia e tragédia numa sucessão retrospectiva dos principais acontecimentos da vida mexicana. É uma overdose de cores, música, dança e fulgor.

O teatro atinge um público legal, mas parece não lotar.

Havíamos comprado ingressos para uma posição distante. Dentro do teatro fomos abordados por funcionários oferecendo cadeiras melhor localizadas. A diferença a pagar era pequena, módica, e entendi logo que o teatro não deve lotar (pelo menos às quarta-feiras) e aquela deve ser a forma dos funcionários conseguirem um dinheiro extra. Aceitamos a proposta e nos sentimos no México, mas com pé no Brasil. Aliás, o Brasil se parece muito com o México, e vice-versa, pelo menos na minha opinião.

Belíssimo palco onde acontecem as apresentações do Balé Folclórico.

Todo espetáculo é deveras bonito! Um resumo das tradições mexicanas. Porém, ao final, depois de 2 horas, pareceu meio cansativo ou repetitivo.

Sempre over, muitos Mariachis e dançarinas. Cores, força, beleza e encanto.

Todos os caminhos levam a:

Balé Folclórico do México

Onde: Palácio de Bellas Artes da Cidade do México

Quando: às quarta-feiras (19h30) e Domingo (9h30 e 19h30)

Um mineiro que gosta de histórias, e acha que escrever e ler é o melhor passatempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *