Ilha da Madeira – motivos para visitar

 

A Ilha da Madeira, região autônoma que pertence a Portugal, é um destino exótico. Belíssima, não é tão visitada por Brasileiros. Por quê? Não sei. Desconhecimento? talvez. Destino comum de ingleses, alguns a chamam de “paraíso dos ingleses”.

Dotada de uma ótima infra-estrutura para o turismo, com clima agradável ao longo do ano inteiro, preços bons (seguindo Portugal) e culinária muito próxima à brasileira, tende a agradar a todos os gostos.

A Madeira é, sobretudo, um lugar tranqüilo. Não tem nada a ver com Ibiza ou Saint-Tropez. Não espere Raves na Madeira. No lugar, festas típicas do vinho, da castanha, e muitas outras. A Ilha da Madeira não é badalação, e o máximo que tem de celebridade popstar é o fato do jogador de Futebol Cristiano Ronaldo (CR7) ter nascido neste arquipélago.

A ideia deste post é mostrar 10 motivos para que você coloque a Ilha da Madeira no seu roteiro de viagens para um futuro, que desejo, seja em breve. Se for a Portugal, não pense duas vezes, há companhias Low Cost que fazem o trajeto (easy jet), bem como a TAP, e o vôo dura menos de 2 horas.

Ao descer na madeira você se sentirá num lugar diferente de tudo o que já viu. Deus foi generoso com a Madeira, traçou escarpas de dar vertigem ao lado de relevos suaves. É contrastante e digno de contemplação. Ao término deste artigo espero que você, após uma viagem para a Madeira, possa me sugerir um 11º motivo pelo qual eu deva voltar na Madeira, certo?

Então vamos aos motivos…

 

1) Cruzar os céus de Funchal (Capital da Madeira) em um teleférico que te levará do nível do mar às íngremes montanhas da cidade.

Ilha da Madeira

Teleférico da Ilha da Madeira

2) descer de cesto de vime rua abaixo, ao lado carros, ciclistas, pedestres ou o que aparecer na frente. Mas o que é descer de cesto? Uma tradição que virou opção turística. Dois homens te puxam cesto abaixo (se fosse pra cima, seria crueldade) por ladeiras deslizantes e cheias de curvas. Não dá pra explicar, só indo lá. Confesso que não chega a ser tão emocionante (não se chega a uma velocidade tão alta), por outro lado, em que outro lugar você tem algo do tipo?

Ilha da Madeira

3) Dar um mergulho ou simplesmente pegar um sol na praia de areia amarela na freguesia de Machico, antiga vila de Pescadores. Esqueça de multidões, a Ilha da Madeira não tem isso.

Ilha da Madeira

4) Visitar a Blandys e beber um vinho que só a Madeira produz – o vinho da madeira. Diferente dos vinhos que conhecemos, este vinho está mais para um licor, de teor alcoólico mais elevado, não exagere na Degustação. Ao final, a lojinha da Blandy’s tem uma infinidade de itens para encantar os enófilos. Se for em setembro, poderá participar da festa da colheita das uvas.

Ilha da Madeira

5) Fazer a trilha do Pico Ruivo (entre outras muitas), atingindo a altitude de 1861 m acima do nível do mar e ver as nuvens abaixo de seus pés, literalmente. Uma experiência incrível para alguém costumado a viver em São Paulo, cercado de prédios e com pouquíssimo contato com a natureza. À medida em que você vai subindo… duas sensações são marcantes, falta de ar e frio.

Ilha da Madeira

6)  Tomar banho em piscinas naturais em Porto Muniz, esculpidas em rochas vulcânicas e de águas verde esmeralda.

 

7) Visitar o Curral das freiras, vila incrustada no meio da ilha, rodeada por montanhas. As freiras do convento de Santa Clara, fugindo de piratas, lá se refugiaram e assim se mantiveram isoladas do mundo até pouco tempo atrás.

Ilha da Madeira

8) Conhecer as casas típicas dos antigos moradores da Madeira, que ficam na freguesia de Santana, e chegar à conclusão de que seu conceito de “casinha de boneca” precisa ser revisto. Hoje, no geral, estas casas são usadas apenas para fins turísticos e dentro delas são vendidos produtos típicos da ilha.

Ilha da Madeira

9) Visitar o mirante de Cabo Girão, andando sobre uma plataforma de vidro cravada num penhasco (promontório) de 589 m de altura.  Aos pés, pouca gente percebe, mas vinhas são cultivadas diante da brisa do mar.

Ilha da Madeira

10) Conhecer o mercado local, e se deliciar com 6 tipos de maracujás, entre outros cultivos locais que só a Madeira tem. Vale a pena experimentar!

Ilha da Madeira

 

 

Um mineiro que gosta de histórias, e acha que escrever e ler é o melhor passatempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *