Lagunas Escondidas Baltinache + Vale del Bus – Deserto do Atacama

As Lagunas Escondidas Baltinache são um clássico do Deserto do Atacama: nelas, a concentração de sal é tão alta, mas tão alta, que o seu corpo bóia sem qualquer esforço. A mesma ideia se aplica a outro passeio bem famoso de lá, o das Lagunas Cejar. Algumas pessoas fazem ambos.

Como a nossa ideia era ter a experiência uma vez, acabamos optando apenas por uma das duas e elegemos as Lagunas Escondidas Baltinache, por dois motivos: pela cor sensacional da lagoa principal e porque nela havia um plus: a visita ao Ônibus Abandonado no Vale del Bus.

Uma das sete Lagunas Escondidas
Uma das sete Lagunas Escondidas. Lá no fundo está a lagoa principal

Vamos ao passeio!

Fomos buscados no nosso local de hospedagem em um veículo 4×4, por volta das 13:40 hs. Mais tarde eu explico o porquê do veículo.

Seguimos então por estrada majoritariamente de terra em direção às Lagunas Escondidas Baltinache. Há banheiros logo na entrada. São sete lagoas ao todo, podendo-se entrar na primeira e na sétima para um banho de água salgadíssima. O guia já nos dá a dica: ir direto pra última, que é a mais bonita delas.

Ele não mentiu.

A mais bela das Lagunas Escondidas
A mais bela das Lagunas Escondidas

A experiência é bacana, diferente e bem fria! A água é bem gelada, mas já que você veio até aqui, não deixará de entrar, não é mesmo? O corpo sai branco de sal. Voltando à entrada do parque há chuveiros com água doce pra arrematar o recém tomado banho de sal grosso. É uma boa ideia passar no banheiro aqui, pois a próxima parada do passeio não dispõe de sanitários.

Seguimos então para o Vale del Bus. Aqui você entende o porquê de um veículo com tração nas quatro rodas. Uma parte é estrada, mas quando você se embrenha nas dunas do deserto, dois pensamentos ocorrem: 1) só com um 4×4 pra chegar aqui e 2) se me largarem aqui, jamais conseguirei voltar à civilização.

O ônibus abandonado no Vale del Bus
O ônibus abandonado

O Vale del Bus é mais escondido que as Lagunas Escondidas (não pude evitar a piadinha :P). No Vale del Bus ficava uma antiga mina de sal; um ônibus que trazia os trabalhadores dessas minas quebrou e, não compensando o conserto, ficou ali abandonado, segundo o guia nos contou. Mais tarde o ônibus chegou a servir de balada no meio do deserto (a criatividade humana não tem limites).

E assim, você está num cenário digno do filme Na Natureza Selvagem: no meio do nada, e no meio desse nada, um ônibus. Que rende belas fotos, diga-se de passagem.

Lagunas Escondidas e Vale del Bus

Enquanto fotografamos o cenário, dentro do ônibus abandonado o guia Javier nos prepara um snack caprichado: queijos, salames, salgadinhos, bolachinhas, suco e Pisco Sour, a bebida típica chilena (ou peruana, há uma briga aí pela autoria).

Snack com salgados, doces, suco e pisco sour
Snack com salgados, doces, suco e pisco sour

Comemos, brindamos e desfrutamos desse belo e icônico lugar no meio do nada.


Todos os caminhos levam a:

LAGUNAS ESCONDIDAS BALTINACHE + VALE DEL BUS

Altitude: 2.400 metros, no mesmo nível de San Pedro do Atacama.

Duração: 6 horas, aproximadamente

Recomendado para: primeiros dia em San Pedro de Atacama

O que levar: roupas de banho, toalha, protetor solar, hidratante corporal e facial, protetor labial e água. Roupas de frio também são interessantes, já que esfria à tarde. Não esquecer de tomar água com frequência.

Quanto: 35.000 pesos do passeio (inclui snack) + 5.000 pesos de entrada (entrada é paga na hora e em dinheiro). Este é o preço que pagamos, sendo que há variação entre agências (para mais e para menos). No nosso caso, fizemos com a Jae’s Adventure. Preços em 2019.

Sou servidor público, paulistano e fã de Beatles. Viajar me dá motivos para escrever e escrever me dá desculpas para viajar. Tenho um calendário em casa e um na mesa do trabalho, no qual planejo feriados, férias e viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *