Motivos para visitar a Fontana di Trevi, em Roma

A Fontana di Trevi é um dos principais pontos turísticos de Roma, e não por acaso. Um superlativo, o cinema e uma lenda envolvem a fonte, para dizer o mínimo.

Fontana di Trevi iluminada, à noite

Ciao, Fontana!

O superlativo: a Fontana di Trevi é a maior fonte de Roma. Eu até tinha essa noção, mas quando a vi ela se apresentou ainda maior do que eu imaginava. Afinal, são aproximadamente 26 metros de altura por 20 de largura. A construção é grandiosa, detalhada e lindíssima. A primeira vez que fui lá era noite, então ela estava iluminada, uma visão fantástica. Estava lotadíssima também.

O cinema: a Fontana di Trevi é o cenário que protagonizou o mergulho da atriz Anita Ekberg, em La Dolce Vita, um filme consagrado dos anos 60 dirigido pelo cineasta Frederico Felini, que mostra o lado mais fútil da sociedade romana. O filme é em preto e branco e eu fiz questão de assisti-lo antes da viagem justamente por causa da cena e para levar essa referência na minha memória.

A lenda: dizem que jogar uma moeda na Fontana di Trevi garante seu retorno à Cidade Eterna. As moedas jogadas na fonte são doadas a instituições de caridade e você não pode pegá-las, ok?

Estes são três dos motivos mais conhecidos e óbvios que fazem da Fontana di Trevi um must see em Roma. Pra mim há mais.

Quando eu cheguei à Fontana di Trevi eu achei o lugar simplesmente fantástico. Era noite  e eu estava cansadíssimo. Ao chegar, contornei ela à meia distância, cheguei perto das águas e me sentei, pensando o quanto valeu à pena ir até ali.

Ela é magnífica de noite. Mais, ela fica lotada e o clima em torno dela é bem legal. Não é o mesmo que outros pontos que ficam lotados com filas, nela é diferente. Os degraus e o contorno em volta dela formam uma estrutura semicircular, então parece que você está admirando a Fontana de um mini-estádio: todos ficam em volta dela e ela no centro do espetáculo.

Fontana di Trevi lotada

A definição “mini-estádio” é bem precisa, se parar pra pensar

Ainda, as pessoas batendo zilhões de fotos, jogando moedas, o barulho da água correndo. Ouso dizer que foi um dos lugares que eu mais gostei em Roma! A energia do lugar é maravilhosa.

Para ver como é ela sem o alvoroço, voltei dois dias depois, de manhãzinha. Cheguei às 7 da manhã e havia uns cinco turistas no local. Estava amanhecendo e ela estava lá, imponente e lindíssima.

Fontana di Trevi ao amanhecer, em Roma

Buongiorno, Fontana!

Se tiver que optar entre dia e noite, acho que a visão dela de noite é ainda mais bonita, pois ela se destaca com o seu tom claro ante o negro do céu. Se houver tempo, vá de dia e de noite, nem que seja uma passadinha. O Panteão está a uns dez minutos de caminhada dali, então dá pra fazer uma dobradinha com essas duas atrações maravilhosas.

Superlativo, cinema, lenda, clima, energia, beleza. Motivos não faltam para visitá-la. Vá lá e me conte o que achou e aproveite para achar alguns outros motivos. Já possui outros motivos? Conte nos comentários! Espero voltar lá em breve e, pelo sim pelo não, joguei minha moedinha lá. Vai que…


Todos os caminhos levam a:

Fontana di Trevi

Onde: Piazza di Trevi. Do metrô Barberini, são menos de 10 minutos de caminhada.

Quanto: grátis, se não quiser voltar a Roma. Se quiser retornar à Cidade Eterna, qualquer moedinha jogada na Fontana garante o retorno, dizem.

Sou servidor público, paulistano e fã de Beatles. Viajar me dá motivos para escrever e escrever me dá desculpas para viajar. Tenho um calendário em casa e um na mesa do trabalho, no qual planejo feriados, férias e viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *