Museu Hermitage

O Museu Hermitage é um dos grandes ícones de São Petersburgo e um dos maiores museus do mundo. O principal dos dez (DEZ) prédios do museu é o Palácio de Inverno, que foi a residência dos Czares russos até a queda da monarquia. A coleção do museu se iniciou com Catarina II, colecionadora e apreciadora de arte, e hoje o acervo do Hermitage ultrapassa impressionantes três milhões de peças.

Praça do Palácio
Praça do Palácio

Este post não tem a pretensão de destacar o must see do Hermitage, mas tão somente mostrar um pouco da beleza do museu e do acervo, na curta visita que fizemos por lá. Foram duas horas que, frente à monumentalidade do Hermitage, pareceram não mais que poucos minutos.

Imperatriz Catarina II, que deu início à vasta coleção do Hermitage
Imperatriz Catarina II, que deu início à vasta coleção do Hermitage

Os prédios do Hermitage

Hermitage

Os prédios em si já são uma atração à parte. Chegando à Praça do Palácio você perceberá que tudo que os seus olhos alcançam fazem parte do complexo do museu. Você pode comprar o ingresso por ali mesmo, ou antecipadamente, neste link. Acessando o link você vai perceber que existe a opção de ticket para um ou dois dias, o que faz muito sentido pelo tamanho do complexo do museu. O ideal são dois dias de visita, mas em um dia ou em algumas horas, dá pra ter um gostinho. 

Escadaria Jordan

A suntuosa escadaria Jordan, com tapete vermelho e detalhes em ouro
A suntuosa escadaria Jordan, com tapete vermelho e detalhes em ouro

O Hermitage guarda em seu interior uma escadaria que, por sua beleza, é uma das atrações mais icônicas do museu. A Escadaria Jordan é utilizada com frequência como cenário de ensaios fotográficos para casamentos e não por acaso: o requinte na decoração e nos detalhes fazem dela uma bela obra de arte.

Ensaio de casamento na escadaria Jordan
Estátua na Escadaria Jordan

Arte de todos os períodos

Arte museu Hermitage

O Hermitage guarda em seu variado acervo obras dos mais variados períodos da arte. Impressionismo? Tem. Renascimento? Também. Arte egípcia? Sim. As obras flutuam por vários períodos e artistas, dando a oportunidade de ver obras de Da Vinci, Picasso, Matisse, Rembrandt, entre outros. A manifestação artística do acervo percorre afrescos, quadros, estátuas, adornos, tapetes, de forma que a visita expõe o turista a uma quantidade enorme de informação.

Chão e tetos

Teto do Museu Hermitage

E, assim, não somente basta olhar para o que está em frente ou aos lados, mas também o chão e os tetos são dignos de atenção: trabalhados e extremamente detalhados, são obras de arte à parte dentro do museu.

Salões do Hermitage

Salão amplo e adornado em ouro do Hermitage

Os magníficos salões do Hermitage dão uma ideia da opulência desfrutada pelos Czares que ali habitaram. Suntuosos e enormes, rendem belas fotos e olhares boquiabertos.

salão do trono

Cada salão costuma ter alguém vigiando os turistas com uma cara séria ou meio amarrada. Tentar tocar em alguma das obras deve render um xingamento em russo, então é melhor admirar tudo com os olhos, não com as mãos. 😛

hermitage

Todos os caminhos levam a:

Museu Hermitage

Onde: Praça do Palácio, São Petersburgo

Quanto: ticket para um dia 17,95 dólares e para dois dias 23.95 dólares, os quais podem ser adquiridos aqui

Site oficial: neste link.

Sou servidor público, paulistano e fã de Beatles. Viajar me dá motivos para escrever e escrever me dá desculpas para viajar. Tenho um calendário em casa e um na mesa do trabalho, no qual planejo feriados, férias e viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *