O que fazer no Porto?

Porto ou Lisboa? Muito já falamos aqui sobre a capital portuguesa e agora vem um post com ideias sobre o que fazer no Porto.

Porto, Portugal

Mesmo sendo mais compacto que Lisboa, o Porto convida o viajante a se demorar. A cidade é romântica, poética, cadenciada, convida a fazer as coisas sem pressa, embora, a rigor, menos dias sejam necessários para curtir a cidade, quando comparado à capital.

Porto, Portugal

As atrações listadas a seguir podem ser feitas em um único dia, de forma mais acelerada, em dois dias (como eu fiz), ou em mais dias, num ritmo mais tranquilo.

Embora eu liste doze atrações na cidade, o ritmo ideal, mais lento, permite curtir tudo com mais vagar e qualidade. Um exemplo são as caves de Vila Nova de Gaia: dá pra passar um dia por ali fuçando uma e outra, bebendo vinho do Porto até dizer chega e zanzando pelas ladeiras próximas do Rio Douro.

Ladeira em Vila Nova de Gaia

Bora lá?

Torre dos Clérigos

Torre dos Clérigos

75 metros de altura, 225 de graus pra subir e uma vista de 360 graus do Porto e de Vila Nova de Gaia, além do Rio Douro. Aparentemente os 75 metros não são muita coisa, mas numa cidade com arquitetura baixa e construída no alto de uma ladeira, a Torre dos Clérigos entrega a vista panorâmica mais alta da cidade do Porto.

Porto

Livraria Lelo

Livraria Lelo

Livraria Lelo

Uma característica mercenária da Livaria Lelo chama a atenção logo de cara: em que livraria você precisa pagar para entrar, raios?! Pois é, a entrada é paga, só que reversível em consumação: comprou livro, o valor da entrada é abatido na compra (pelo menos). A bilheteria dispõe de armários para você guardar seus pertences.

Ok, mas por que visitar uma livraria que cobra entrada? Porque ela é bonita que só. É tão bonita que é uma super atração do Porto, a pura e simples visita a ela.

Livraria Lelo, Porto

A escada é o ponto mais fotografado da livraria

Há uma outra motivação aí também para fãs de Harry Potter, já que J.K.Rowling teria se inspirado na Livraria Lello para criar a Livraria Floreios e Borrões do mundo bruxo, onde a galera compra os livros para as aulas. Afinal, ela morou no Porto. Legal né?

Rua Santa Catarina e Café no Majestic

Majestic Café

Majestic Café

A rua Santa Catarina é uma das ruas de comércio mais famosas da cidade. Passear a pé por ali te levará ao Majestic Café, o café mais famoso do Porto. O lugar é muito bonito e vale uma passadinha, para um café ou, como eu preferi pelo calor, para uma cerveja. Há um piano dentro do lugar com decoração clássica. Os preços são salgados, mas um café ou outra bebida certamente não são excessivamente ofensivos ao orçamento mais prudente e mão de vaca (incluo-me aqui).

Comer uma Francesinha

A Francesinha. Não se engane com a perspectiva da foto: é bem grande e com sustância

A Francesinha. Não se engane com a perspectiva da foto: é bem grande e com sustância

Já falamos sobre a Francesinha aqui no blog, um prato típico da culinária do Porto que você não pode deixar de provar. Leia mais sobre neste post.

Mercado do Bolhão

Local divertido! Aqui dá pra garimpar lembrancinhas e quinquilharias diversas. Típico mercado de rua, meio desleixado, vale o passeio mesmo que você não compre nada.

Cais da Ribeira

o que fazer no Porto - Cais da Ribeira

A essência do Porto está no Cais da Ribeira. É divertido chegar lá vindo do centro pelas múltiplas e labirínticas ruas e ladeiras da cidade. Aqui você estará de cara com o Rio Douro e a Ponte D. Luís. Além do rio, está outra cidade: Vila Nova de Gaia, alcançada com facilidade atravessando a Ponte de D. Luís. Na margem do rio, vários e vários restaurantes e artistas de rua completam a paisagem.

Cais da Ribeira, Porto, Portugal

Atravessando para Vila Nova de Gaia você terá a melhor vista disso tudo: as ladeiras do Porto subindo até a Torre dos Clérigos e a cidade tal qual uma montanha de telhadinhos, com os barcos ancorados no rio em primeiro plano, são uma das paisagens mais clássicas do Porto.

Ponte D. Luís

Ponte D. Luis Porto Portugal

Você vai vê-la, queira ou não, quando estiver no Cais da Ribeira. A ponte é um emaranhado gigantesco e, além de cruzá-la pela estreita passagem de pedestres pelo lado de baixo, saindo do Cais da Ribeira, vale muito a pena cruzá-la também por cima, de onde você vai ter uma vista linda para Vila Nova de Gaia e para o Rio Douro.

Ponte D. Luis Porto

Vila Nova de Gaia

Estação Ferroviária do Porto – São Bento

Estação ferroviária do Porto São Bento

É um programa gratuito e curtinho, mas que vale a pena. O prédio da estação é bem bonito e o interior é revestido de azulejos portugueses que contam episódios históricos de Portugal.

Estação ferroviária do Porto São Bento

Rua das Flores

Rua das Flores, Porto

É uma das caminhadas bacanas do Porto. Nessa rua, que tem um nariz um pouco menos empinado do que a Santa Catarina, você vai ver pintores, artistas de rua e prédios baixos e bonitos.

Vinhos em Vila Nova de Gaia

Vinhos em Vila Nova de Gaia

Degustação de vinhos na Kopke

Poderia ser o passeio de um dia inteiro, principalmente para quem gosta de vinho. Vila Nova de Gaia separa-se do Porto apenas pelo Rio Douro. A cidade é lotada de Caves, produtoras do vinho do Porto nas quais você pode participar de degustações e comprar a bebida. Fiz degustação em três: Kopke, Real Cia Velha e Taylor’s.

Taylor's

Taylor’s

Há desde degustações simples (foi o que eu fiz pelo tempo curto) até visitas guiadas. O Cultuga tem uma lista bacana das caves, a qual você pode consultar neste link.

Cave da famosíssima Ramos Pinto

Cave da famosíssima Ramos Pinto

Fotografar o Coelho em Vila Nova de Gaia

Coelho em Vila Nova de Gaia

Uma vez em Vila Nova de Gaia não deixe de fotografar esse grafite sensacional! Grafite é incorreto, pois a integração da obra com o edifício e os acréscimos podem descaracterizar o termo. Mas é uma obra sensacional, independente da nomenclatura. O artista é o Bordalo II e a obra fica na esquina da rua Guilherme Gomes Fernandes com a Rua Dom Afonso III.

Perder-se pelas ruas, ladeiras e vielas

Ladeiras do Porto

Tente descer para o Cais da Ribeira sempre por um caminho diferente. Às vezes você vai se deparar com restaurantes escondidíssimos, com aquele cheirinho de comida que vai fazer você querer ficar por ali mesmo. Às vezes você vai presenciar cenas muito mais cotidianas, por entre corredores espremidos de prédios com parede descascada. Perder-se no Porto vale muito, muito a pena. Aproveite a caminhada e se perca à vontade!

Sou servidor público, paulistano e fã de Beatles. Viajar me dá motivos para escrever e escrever me dá desculpas para viajar. Tenho um calendário em casa e um na mesa do trabalho, no qual planejo feriados, férias e viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *