Piedras Rojas e Lagunas Altiplânicas – um dos melhores passeios do Deserto do Atacama

Em um lugar onde tudo é lindo e impressionante, dizer que um passeio está entre os melhores não é pouca coisa. Piedras Rojas e Lagunas Altiplânicas guardam algumas das paisagens que você verá no Deserto do Atacama e, quiçá, na sua vida.

Lagunas Altiplânicas
Lagunas Altiplânicas

É um passeio de dia inteiro. Fizemos ele com a Jae’s Adventure e contamos aqui a experiência. 

O passeio sai de manhãzinha. O guia Hugo nos diz para, se quiser, pegarmos algum snack na vendinha, porque o café da manhã será lá pras 11 horas. Saímos então rumo à Laguna Chaxa.No caminho ele vai parando e explicando sobre a vegetação, sobre os vulcões, sobre as vilas e sobre o funcionamento do bioma que estamos vendo. É simplesmente sensacional. Se fizer o passeio com essa agência e tiver a oportunidade de fazer com o Hugo, além de bem humorado, o cara conhece demais, é diferencial.

Vou colocar aqui alguns dos principais pontos de parada do passeio:

1.Laguna Chaxa

O passeio passa por diversas lagunas, sendo esta a primeira delas. O visual é bárbaro: o céu refletido na água é uma coisa de outro mundo.

lagunas altiplânicas - laguna chaxa e seu espelho d'água refletindo o céu

É aqui que você vai conseguir ver os belos flamingos!

Flamingo na Laguna Chaxa
Flamingo na Laguna Chaxa

Há uma delimitação, de forma que você não vai conseguir se aproximar muito deles, tudo pra preservação dos bichinhos. É muito legal poder vê-los em seu ambiente natural.


2.Café da manhã no povoado Toconao

povoado toconao

Em seguida, vamos ao simples povoado de Toconao para tomar nosso café da manhã. Muitos fazem o desjejum lá na Laguna Chaxa, mas o guia prefere nos levar a esse restaurante onde o café é simples e gostoso, contando inclusive com ovos mexidos. Chegamos lá por volta das 11 horas e nos alimentamos bem, porque o passeio vai exigir e o almoço será lá pras quatro da tarde.


3.Lagunas Miscanti e Miñiques

Lagunas altiplãnicas
A PAISAGEM É SENSACIONAL

O carro pega estradas ascendentes e vamos ganhando altitude de forma consistente. No caminho conseguimos ver várias vicunhas, animaizinhos simpáticos da turma das lhamas, alimentando-se de vegetação rasteira. Depois de rodar razoavelmente, sempre subindo, chegamos ao que parece o topo de uma grande montanha, para dar de cara com as lagunas Miscanti e Miñiques, que ficam em primeiro plano com cordilheiras e vulcões ao fundo.

Venta bastante nessa parte do passeio e o frio é intenso, pois estamos no ponto mais alto do passeio, literalmente. O caminho é bem delimitado por pedrinhas e podemos avistar as lagunas Miscanti, maior e azulada, e a Miñiques, menor e mais esverdeada.

Laguna Miscanti
Laguna Miscanti

As paisagens são absurdamente cenográficas. E o passeio ainda está longe de acabar.

4.Mirante Piedras Rojas

Até algum tempo atrás podia-se ir às Piedras Rojas. A história que eu tinha ouvido é que o parque estava fechado depois de um brasileiro praticar kitesurf no local, para um programa de TV. O guia nos disse, entretanto, que isso não é verdade. O que aconteceu foi um acúmulo de lixo no local que gerou o fechamento para poder despoluir a lagoa. Ele salientou a importância de não abandonar lixo pelo caminho e as consequências que isso pode gerar.

Mirante Piedras Rojas
Mirante Piedras Rojas

Assim, por enquanto, há acesso apenas ao mirante, que ainda assim vale muito a pena.


5.Laguna Tuyalto

É a última laguna do passeio, mas nem por isso despida de beleza. Ventava muito aqui também, mas a paisagem vale a pena, com a lagoa quase que à beira da estrada que parece infinita.

Laguna Tuyalto
Laguna Tuyalto

6.Almoço

O almoço tardio ocorre no mesmo restaurante simples do café da manhã e é uma delícia de refeição. Tudo bem feito, com gosto de comida caseira, incluindo uma entrada, prato principal e suco. Há duas opções em cada curso da refeição, de forma que eu escolhi uma bem-vinda sopa de entrada e um delicioso Ají de Gallina de prato principal.

Delicioso ají de gallina
Delicioso ají de gallina

7.Estrada CH 25 e Trópico de Capricórnio

Chegamos, então, a um dos pontos mais fotogênicos e icônicos do Deserto do Atacama. A estrada CH-25 e o Trópico de Capricórnio!

Estrada CH-25
Estrada CH-25

É aqui na CH-25 que o pessoal faz aquela clássica foto sentado no meio da estrada. Realmente é bem tranquilo pra isso, pois o fluxo de carros é muito pequeno e o cenário é simplesmente sensacional. Uma das melhores fotos pra se ter no seu álbum da vida.

Trópico de Capricórnio
Trópico de Capricórnio

O pôr do sol é um pouco a frente dali, no Trópico de Capricórnio. Um encerramento lindo para um passeio deslumbrante.

O guia foi um diferencial enorme que tornou o passeio ainda mais sensacional do que ele já seria naturalmente. Minha namorada sentiu os efeitos da altitude no meio do passeio e o Hugo parou no meio da estrada e colheu uma planta típica dali que suavizou os efeitos da dor de cabeça quase que instantaneamente. Ainda, ele fez fotos sensacionais do grupo.

O carro que nos levou durante o passeio
O carro que nos levou durante o passeio

Antes de terminar, um ponto importante: banheiros. Esse é um passeio mais longo, e os pontos em que há banheiro são os seguintes:

  1. Laguna Chaxa
  2. Café da manhã no povoado Toconao
  3. Lagunas Miscanti e Miñiques
  4. Almoço no povoado Toconao

Fora disso, as necessidades têm que ser feitas no matinho mesmo. 😛 Mas os banheiros ficam razoavelmente bem divididos ao longo do passeio.

Outra coisa a que vale atentar: água. Sempre leve bastante água (os guias vão dizer algo em torno de 1,5 litro por pessoa) e vá se hidratando ao longo do dia. Uns goles de vez em quando, de modo frequente, vão te salvar de passar mal com a altitude. Ou seja, tome sempre água, nem que seja de pouquinho. Você se hidrata, não passa mal e evita de querer ir toda hora no banheiro.

Por último, este é um passeio que eu recomendo a partir do terceiro dia no deserto, depois de ter feito outros passeios pra se ambientar à altitude. É uma boa opção ir primeiro ao Vale de La Luna (leia aqui) e às Lagunas Escondidas Baltinache (leia aqui) para depois encarar as Piedras Rojas e Lagunas Altiplânicas, até porque as paisagens só vão ficando mais e mais lindas.


Todos os caminhos levam a:

PIEDRAS ROJAS E LAGUNAS ALTIPLÂNICAS

Altitude: 4.200 metros 

Duração: 10 horas aproximadamente (passeio de dia inteiro)

Recomendado para: a partir do terceiro dia em San Pedro de Atacama

O que levar: protetor solar, hidratante corporal e facial, protetor labial, água (1 a 1,5 litro) e roupas de frio caprichadas, já que o frio é intenso e venta bastante. Não esquecer de tomar água com frequência.

Quanto: 35.000 pesos do passeio (inclui café da manhã e almoço) + 5.500 pesos de entrada (entrada é paga na hora e em dinheiro). Este é o preço que pagamos, sendo que há variação entre agências (para mais e para menos). No nosso caso, fizemos com a Jae’s Adventure. Preços em 2019.





Sou servidor público, paulistano e fã de Beatles. Viajar me dá motivos para escrever e escrever me dá desculpas para viajar. Tenho um calendário em casa e um na mesa do trabalho, no qual planejo feriados, férias e viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *