Stanfords – a maior e melhor livraria de mapas e de viagens do mundo

Uma livraria com a temática pela qual somos apaixonados: viagens, viagens e viagens! É disso que se trata a Stanfords, livraria londrina especializada em livros e artigos vários para viagem.

Auto-entitulada a maior e melhor livraria de mapas e de viagens do mundo, a Stanfords nasceu em 1853, quando o seu criador, Edward Stanford, começou como vendedor de mapas. O negócio foi pra frente e a Stanfords ocupa o prédio vitoriano da Long Acre, em Convent Garden, desde 1901.

Prédio vitoriano da Stanfords, em Londres

Além de guias diversos e dicionários, como era de se esperar, a livraria vai um pouco mais além. Possui livros inspiracionais com o tema de viagem e uma seção hiper completa com mapas e globos, além de alguns objetos com pegada vintage. Estes últimos caríssimos, por sinal.

Globo e itens vintage, como luneta e relógio, na Stanfords

Há também aquelas coisinhas que o viajante hora ou outra precisa, como adaptadores para tomada, por exemplo. A referência à viagem está em todo e cada canto da loja.

O chão de um dos andares é o mapa de Londres, hiper bacana!

CHão mapa de Londres, na Stanfords

A loja conta ainda com um café, o que forma uma combinação mais que perfeita: livros + café. Pra quê mais?

Na minha visita à loja, acabei adquirindo um bloco de notas temático do Harry Potter, com destino a ser o diário de viagem da minha próxima viagem. Entretanto, a visita vale mesmo que você não compre nada, pois a livraria sem si já é uma atração. E convenhamos, não dá pra deixar de entrar na maior e melhor livraria de de mapas e de viagens do mundo, concorda?


Todos os caminhos levam a:

Stanfords

Onde: 12-14 Long Acre, Convent Garden, Londres. Você pode descer no metrô Leicester Square ou no metrô Convent Garden, fica pertinho de qualquer dos dois. Está pertinho da Leicester Square, poucos minutos andando.

Quando: horários de funcionamento aqui.

Site: http://www.stanfords.co.uk/

Sou servidor público, paulistano e fã de Beatles. Viajar me dá motivos para escrever e escrever me dá desculpas para viajar. Tenho um calendário em casa e um na mesa do trabalho, no qual planejo feriados, férias e viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *