Tour e piquenique na bodega CHANDON de Mendoza

Uma viagem para Mendoza não pode deixar de fora um passeio pela vinícola Chandon. O motivo é muito simples: mesmo que você já tenha feito tour e degustação em muitas vinícolas, quiçá em vários países, será diferente e único fazer um passeio numa vinícola que se dedica à produção exclusiva de vinhos espumantes. Sim, se o vinho já é uma bebida cheia de boas históricas, cultura e requinte, para os espumantes, o glamour e a sofisticação falam ainda mais alto.

Visitamos a Chandon de Mendoza no nosso último dia de viagem. Havia uma certa correria, pois dali seguiríamos para o aeroporto, as malas estavam no carro, enfim… mas, felizmente, o ambiente acolhedor e a beleza do lugar, assim como o bom atendimento, trouxe uma certa tranquilidade para as últimas taças de vinho em Mendoza.

A bodega Chandon

Os jardins da Bodega Chandon são um convite para lindas fotos!

Fundada em 1959, a Bodega Chandon de Mendoza está localizada em Lújan de Cuyo (30 minutos de carro do centro de Mendoza), perto de outras importantes vinícolas também. O lugar é belíssimo, com decoração que faz lembrar de suas origens francesas. A fama da Chandon é grande em todos os cantos do mundo, e talvez por isso, esta tenha sido uma das bodegas mais movimentadas que visitamos, com brasileiros para todos os lados. Inclusive, uma das atendentes no balcão era brasileira, o que facilitava a comunicação para alguns visitantes.

Jardins com recortes geométricos, fontes de água e bancos. Paisagem idílica para degustar bons espumantes.

Quando chegamos, a movimentação de turistas era grande. Estava próximo do horário do almoço, e este é um dos pontos altos da bodega, que possui um almoço com degustação em 4 passos harmonizados com diferentes espumantes. Porém, é preciso fazer reservas antes para ter lugar nesta degustação. Os lugares são concorridos, acredite.

No nosso caso, não planejamos almoçar no local. Queríamos apenas o tour com degustação ao final. Mas, uma opção intermediária, e que gostamos foi a proposta do piquenique, que falo mais adiante.

Tour e degustação

O tour foi bem interessante, direto e com boas histórias pelo caminho. Primeiro, falou-se do desafio de trazer uma unidade francesa da Chandon para as distantes terras de Mendoza, bem como produzir e exportar vinho dali para o mundo. Depois, já entramos nas frias caves e as histórias e métodos de produção, engarrafamento, etc. É diferente do vinho comum, e pela presença da Chandon no mundo e ao longo da história (desde 1743 na França), tudo ganha contornos mais verdadeiros.

enormes caves a perder de vista

Após a aula básica sobre as peculiaridades do vinho espumante, saímos para os jardins onde foi servido a degustação de 3 tipos diferentes de espumantes da casa. Sol e espumantes gelados, uma combinação perfeita!

Piquenique

O piquenique foi uma boa opção para um ‘almoço’ leve e com outras harmonizações. A tábua de queijos, embutidos e pães é bem servida para dois, e é acompanhada também de empanadas.

Saímos dali para o aeroporto com boa recordações na memória e um adieu cheio de borbulhas. O vinho é mesmo uma bebida mágica!

Todos os caminhos levam a:

Bodega Chandon

Onde: Ruta 15 Km 29, Agrelo, Lújan de Cuyo – Mendoza

Quando: De segunda a segunda-feira, das 9h às 18h

Reservas: centrodevisitas@chandon.com.ar

Um mineiro que gosta de histórias, e acha que escrever e ler é o melhor passatempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *