O que fazer em Ubud – o coração da ilha de Bali (Parte I)

 

Bali é um destino incrível para quem busca um lugar diferente para visitar. O isolamento geográfico (é uma ilha) deu a Bali uma genuína paisagem: templos  do hinduísmo balinês mesclados a um cenário de praias, montanhas, vulcões e lagos. Tudo isso misturado me deu a sensação de estar numa terra, deveras, longe. O câmbio favorável e a ideia geral de um lugar tranquilo contaram positivamente na decisão de escolher este destino para uma lua de mel.

Importa saber que Ubud, localizada no centro da ilha, é a cidade mais cultural de Bali. Apesar de todo o turismo crescente, considerando as coisas boas e ruins decorrentes, em Ubud você sente uma maior proximidade da vida local. Por exemplo, você anda pelas ruas, entre as infinitas motocicletas, e vê uma oferenda sendo colocada bem no meio da calçada, ou então, você pode ver um artesão esculpindo uma nova escultura, dentre as diversas que já existem. Interessante observar que em Bali o crescimento de faz horizontal, e você não vê prédios altos em lugar algum. Isto torna a paisagem mais agradável, embora a infraestrutura deixe a desejar.

Como o deslocamento interno em Bali é complicado, pois a regra é o congestionamento, optamos por dividir a estada na Ilha em duas partes: Ubud, para conhecer a vida cultural, e Ungasan, região costeira das praias e resorts. A partir de Ubud, alugando um carro com motorista (o luxo “barato” em Bali), foi possível conhecer bem vários aspectos da ilha. Abaixo seguem alguns dos principais pontos de interesse visitado por nós.

Andar pela rua principal de Ubud – Raya Ubud

A rua principal, sem dúvidas, é uma boa síntese de Ubud. Nela você sente a agitação do lugar: lojinhas, cafés, livrarias, restaurantes e mercados de variados tipos, motocicletas para lá e para cá, vários templos hindus, etc. O acesso ao Ubud Market se faz por esta via e se o visitante precisar de moeda local há vários caixas eletrônicos para isso. Você ficará surpreso com a quantidade de lojas da maca Polo Ralph Loren (mas não se engane com as aparências, elas não são legítimas). Legítimas mesmo são nossas havaianas, que tem uma loja e nos faz lembrar que somos brasileiros.

Conhecer o templo (Pura) Dalem Desa Adat Negara

Um belíssimo templo com diversos “pavilhões” e “torres” que rendem belíssimas fotos. A delicadeza da arquitetura e seus detalhes, produzem um efeito contrastante diante de um céu azul e limpo. Não é cobrado valor de entrada, mas pedem uma doação pelo empréstimo do Sarung (tecido que deve ser colocado em volta da cintura, como uma saia, para poder entrar no templo).

Os templos (pura) são projetados como um local de culto ao ar livre, porém cercado de paredes, sendo que o acesso se faz através de “portões”, que é uma característica presente em todos eles. Este é um templo dedicado ao culto de Shiva (por isso, Dalem) e Brahma (Desa).

Explorar a Floresta dos Macacos (Monkey forest)

Imperdível, a Floresta dos Macacos é uma reserva onde centenas de macacos vivem livremente. O lugar possui uma estrutura legal de várias ruas, rampas e escadas que vão se adentrando pela floresta. Os funcionários do parque ajudam a atraí-los, caso alguém queira tirar uma típica foto com eles sobre os ombros, mas tome cuidado, pois estes macacos são astutos ladrões de tudo o que possa parecer… comida. Evite olhar diretamente nos olhos deles, pois eles entendem como uma afronta.

Monkey Forest (floresta dos macacos) é uma diversão garantida em poder ver e interagir com os macacos que circulam livremente.

Fazer compras no Mercado de Ubud (Ubud Market)

O mercado de Ubud é uma enorme feira de artesanato onde é possível encontrar tantas coisas quanto você puder imaginar. Tudo terá que ser negociado, pois não há preços estampados nas mercadorias. Este é um ótimo lugar para comprar souvenir “aos quilos”, visto que a depreciação da moeda local (rúpias indonésias) favorece os estrangeiros.

Uma dentre as várias, quiçá dezenas, tendas de artesanato que circundam o Ubud Market

Conhecer a Yan Yan Silver – uma associação de artesãs que produzem jóias de prata

Uma associação em que, além de poder comprar joias de prata, é possível personalizar e ver as artesãs trabalhando. O preço justo e a experiência de poder presenciar um trabalho local vale a visita. A variedade de produtos belos é assustadoramente tentadora, para as mulheres, rs.

Artesãs confeccionando joias de prata em Yan Yan Silver.

> clique AQUI e veja a PARTE II de nossas dicas em Ubud =)

 

Um mineiro que gosta de histórias, e acha que escrever e ler é o melhor passatempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *