Os Apartamentos de Napoleão no Museu do Louvre

Não é incomum perder o foco ao visitar museus na Europa. Muitos deles são grandiosos e se destacam não só por qualidade, mas por quantidade de obras. Nesse diapasão, muitas vezes vamos a um museu, tentamos ver tudo que há nele, nos cansamos, não vemos nada muito bem e saímos do museu meio esgotados e sem absorver lá muita coisa.

O Louvre é um ótimo exemplo.

O museu é bem grande e se divide em três alas. Há muito para ver, mas por que não se concentrar em uns poucos pontos? Não digo para ser extremo e só ir direto para a Monalisa, fazer uma selfie e se mandar, não é isso. Mas se concentrar em algumas obras pode tornar a visita mais prazerosa e menos cansativa. Vou falar de uma das partes do museu que eu achei mais interessante e que eu nem sabia da existência até topar com ela no Louvre: os apartamentos de Napoleão.

Ornamentação suntuosa com cristais e paredes em tom de outro, nos apartamentos de Napoleão, no Museu do Louvre

Bem-vindo aos apartamentos de Napoleão! Sinta-se em casa 😉

Os apartamentos de Napoleão ficam na ala Richelieu do museu. Quando os vi, acreditei que se referiam a Napoleão Bonaparte, mas na verdade esses apartamentos referem-se ao sobrinho de Bonaparte, Napoleão III, Presidente e, posteriormente, Imperador da França.

Ornamentação suntuosa com cristais e paredes em tom de outro, nos apartamentos de Napoleão, no Museu do Louvre

Ornamentação pouco modesta, não?

Os apartamentos passam uma imagem de luxo e ostentação interessantíssima de se apreciar. Confesso que fiquei mais impactado com estes apartamentos do que com o interior do Palácio de Versalhes, guardadas as devidas proporções.

É bem agradável passear pelos ambientes: uma sala de estar, uma sala de jantar, outra sala (ou seria a primeira uma antessala em vez de uma sala de estar?)… em comum, entre todos os cômodos, o luxo: tapetes, lustres, quadros, móveis suntuosos, decoração ornamentada, o dourado nos tetos e nas paredes. Ao atravessar as câmaras, tem-se uma breve ideia da riqueza desfrutada pela monarquia naqueles tempos.

Ouso dizer que você se sente transportado para aqueles tempos.

Suntuosa sala de jantar dos apartamentos de Napoleão

Uma modesta mesa de jantar

Assim, os apartamentos de Napoleão são um must see interessantíssimo no Museu do Louvre. Muitas coisas o são, na verdade, afinal estamos falando do Louvre. E é justamente por isso que é necessário selecionar algumas obras para apreciar com carinho, baseadas, inclusive, no seu gosto pessoal. Não sou muito fã de arte egípcia, por exemplo, então é algo no qual eu normalmente não foco em museus.

Os apartamentos, diferentemente, constituem um conjunto belo de ser apreciado independentemente de gosto. É interessante visualizar a ambientação e a manifestação do luxo vivido naquela época de forma tão intimista. Está tudo ali, pertinho de você e, por um momento, você pensará que está no século XIX. Vá e me conte depois.


Todos os caminhos levam a:

Apartamentos de Napoleão

Onde: Ala RIchelieu do Museu do Louvre

Quando: horários do museu podem ser consultados aqui

Quanto: ingressos podem ser comprados antecipadamente no site oficial, aqui

PDF com informações em português sobre o museu pode ser consultado aqui

Site oficial: http://www.louvre.fr/

 

 

 

Sou servidor público, paulistano e fã de Beatles. Viajar me dá motivos para escrever e escrever me dá desculpas para viajar. Tenho um calendário em casa e um na mesa do trabalho, no qual planejo feriados, férias e viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *