Visitando o Hospital Sant Pau em Barcelona

 

Não parece algo comum visitar um antigo hospital na viagem de férias. E não é mesmo! Mas Barcelona é diferente. A cultura Catalã é diferente. Sendo assim, após perder os sentidos diante da Sagrada Família (a coisa mais diferente, bela e única produzida pelo homem que já devo ter visto nesta vida), caminhei pela Avenida de Gaudí e, aproximadamente 800 metros em linha reta, eu estava diante do mosaico de beleza e cores que é o Hospital de la Santa Creu i Sant Pau (Hospital da Santa Cruz e São Paulo).

Hospital Sant Pau

Frontal do edifício principal (Pavilhão da Administração). À esquerda, um café. À direita, entrada para visitas e lojinha de souvenirs

O Hospital de Sant Pau é um enorme complexo modernista, a maior obra, na verdade, do modernismo catalão, idealizado por Domènech i Montaner. É como diz no folder que eles distribuem após a compra de bilhete de entrada: “una ciudad dentro de la ciudad“. Os edifícios ocupam um espaço equivalente a 9 quarteirões do bairro de Eixample. É como dar aos enfermos a beleza e a grandeza que existe lá fora. Sim, é uma visão modernista e, porque não dizer, futurística, de como deve ser um espaço de recuperação e tratamento de pessoas doentes.

Hospital Sant Pau

Maquete do Hospital de Sant Pau. Simetria por todos os lados

O edifício frontal (pavilhão da Administração) é o mais rico em detalhes. Pela direita, você tem acesso à compra de bilhetes (10 euros a entrada) e o início da visita começa pelos túneis, onde são projetadas imagens e situações típicas de um hospital. É meio assombrador, ainda mais porque o lugar é vazio.

Hospital Sant Pau

Túnel subterrâneo pelo qual passa o visitante para ter acesso ao pátio central do complexo do Hospital Sant Pau.

Mas tudo muda quando de repente você sobe uma escada e está no pátio interno do recinte modernista.

20161107_094312

A experiência: uma visão 360° do modernismo catalão.

A obra iniciou-se em 1902 e teve sua inauguração no ano de 1930. Em 1997 foi declarado Patrimônio Cultural pela Unesco, e em 2014 foi reaberto para visitação, permanecendo como um centro de conhecimento e divulgação cultural. Neste espaço hoje estão instalados vários institutos. São vários pavilhões, uma parte deles ainda em restauração, mas que externamente estão impecáveis. Mexe realmente com os sentidos ver tantas cores para todos os lados que se olha.

Hospital Sant Pau

Os jardins com laranjeiras produzem um efeito de cores único.

No conjunto, destacam-se os ladrilhos, as pedras, cerâmicas, detalhes de esculturas, enfim, tudo planejado dedo a dedo e simetricamente disposto,  entrecortado por lindos jardins de flores e laranjeiras.

1555

Para manter a simetria, e como o terreno é levemente íngreme, alguns pavilhões estão submersos no solo.

É um lugar bem tranquilo, ninguém faz barulho e, quando conversa, o faz em voz baixa. Não estou exagerando, foi isso que percebi ao visitar o lugar. Assim, décadas depois de ser um hospital para tratamento de doentes, hoje me atrevo a dizer que é um ótimo lugar para recarregar a bateria dos turistas. Você pode sentar em um dos bancos e ver os minutos passaram num reconfortante silêncio.

20161107_100725

Enfim, lugar de contemplação, tranquilidade, agradecimento a Deus pela saúde.

 

Todos os caminhos levam a:

Hospital de la Santa Creu i Sant Pau

 

Onde: Carrer de Sant Quintí, 89. Próximo da Sagrada Família, no bairro de Eixample.

Quando: Fomos na parte da manhã, logo após a visita à Sagrada Família, e estava bem tranquilo.

Quanto: 10 euros a visita livre. Não é necessário comprar antecipadamente.

 

Um mineiro que gosta de histórias, e acha que escrever e ler é o melhor passatempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *