Signorvino – uma descolada enoteca atrás do Duomo de Milão

 

signorvino

Signorvino, uma enoteca com vista para a parte de trás do Duomo.

Este blog vive de descobertas fortuitas ou dicas colhidas em outros blogs. Confesso que é sempre bom referendar in loco uma sugestão encontrada naquele blog que a gente respeita. Foi assim com o Signorvino, uma enoteca localizada atrás do Duomo de Milão, indicado pelo blog Milão nas mãos. Li, fiquei curioso, e na minha primeira noite na cidade eu fui lá pra conferir. Desde já, grazie Magê!

Ao entrar no Signorvino você se depara com vinhos para todos os lados (100% vini italiani), numa mistura jovial de ambiente moderno e rústico, com prateleiras organizadas por regiões produtoras (Toscana, Piemonte, Lombardia etc). Os preços são medianos e com promoções para quantidades acima de 6 garrafas. Vale dizer que o lugar é antes de tudo uma loja de vinhos com mesas espalhadas pelo ambiente.

signorvino

Grande variedade de vinhos só da Itália nas prateleiras do Signorvino.

A casa estava cheia quando chegamos, por volta das 20h, e tinha muita gente em pé próxima do balcão. Pedimos ao garçom uma mesa para dois (una tavola per due) e esperamos uns 10 minutos. Fomos acomodados numa mesa que não era exatamente ao lado da janela com vista para o Duomo. Mas o atendimento, apesar de meio bagunçado, não demorou muito. Logo veio a cesta de pães (cuperto)  por 2 euros.

signorvino

Pedimos de entrada a Polenta Frita (5 euros), e estava muito oleosa! Se ela é sempre servida assim, definitivamente não recomendo. Vá saber. De qualquer forma, eles tem várias opções de entradas Assaggi Veloci (prova rápida) ao custo de 5 euros. Pode valer a pena experimentar outras opções.

signorvino

Os pratos quando vieram compensaram a entradinha. Pedimos o que seria um prato de criação da casa “pappardelle signorvino“, que é uma massa de pappardelle feita com a mistura de vinho tinto e molho de pato e coberta com avelãs tostadas. É um prato de sabor marcante, mas que estava muito bem feito.

signorvino

O outro prato foi um clássico “spaghetti c’a pummarola“, com pedaços de mussarela de búfala. Um clássico não tem erro. Estava delicioso e harmonizou bem com o vinho que pedimos: um Chianti Clássico Felsina, indicado pelo sommelier que veio até a mesa ajudar-nos a escolher a garrafa certa. Nada muito cerimonioso, diga-se. Era um jovem que, dentro do limite de valores que determinamos (no caso, 20 euros) sugeriu o vinho da fattoria (fazenda) Felsina. Para saber mais sobre estes produtores de chianti, clique AQUI. Por outro lado, o visitante pode pegar nas prateleiras algum vinho e pedir que o sirvam e pagará por isso o valor da prateleira.

signorvino

Signorvino é, assim, uma ótima opção para tomar aquela taça de vinho bem próximo do Duomo de Milão (literalmente atrás) e sentir a atmosfera cool da cidade, que sempre nos chama para os ambientes internos e gostosos.

signorvino

Todos os caminhos levam a:

Signorvino

Onde: atrás do Duomo de Milão

Quando: segunda a sexta, das 8h às 00h. e sábado e domingo, das 9h às 00h.

Quanto: consulte o cardápio AQUI.

 

Um mineiro que gosta de histórias, e acha que escrever e ler é o melhor passatempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *